Diários de Trabalho dos Agentes Agroflorestais Indígenas

Uma das modalidades educacionais desenvolvidas na formação dos Agentes Agroflorestais Indígenas (AAFIs) são as viagens de intercâmbio para as Terras Indígenas do Acre, para outros estados, ou fora do Brasil. Tal ação, dentre outras, possibilita uma troca de experiências entre os trabalhos realizados em várias terras indígenas, fazendo interagir conhecimentos tradicionais com outras técnicas, que vem sendo integradas através de cursos presenciais, assessorias e oficinas itinerantes. Além de conhecer outras técnicas e culturas, os agentes visitam parentes e famílias separadas geograficamente, e desta forma levam e trazem mensagens, estabelecendo importantes contatos entre as terras indígenas. Complementam a sua formação, no âmbito da gestão territorial, via ações concretas, como a implantação de sistemas agroflorestais, educação ambiental, criação de animais silvestres, implementação e manejo de horta orgânica, plano de uso dos recursos naturais, atividades nas escolas, pesquisas, fiscalização e vigilância da terra indígena e seu entorno, etc.

Conheça o trabalho do AAFI Jorge Domingos Naxima Kaxinawá

imagem2 003O Agente Agroflorestal Jorge Domingos Naxima Kaxinawá, nasceu no Alto Rio Purus, no estado do Acre ano de 1970. Atualmente vive na aldeia Nova Fronteira, Terra Indígena Alto Rio Purus, localizada no município de Santa Rosa. Jorge é Agente Agroflorestal desde 2000 e já realizou várias viagens de intercambio a outras Terras Indígenas do Acre e participou de alguns seminários em outros estados do Brasil.

Veja mais:
Diário de Trabalho
Relatório de Viagem